Cinema Português de Ciência em mostra na Corunha

Abertura de Milho, de José Barahona

A 4ª edição da Mostra de Ciência e Cinema da Corunha, que decorre nesta cidade galega entre 24 e 28 deste mês, integra este ano um espaço dedicado aos filmes portugueses de ciência, exibindo 10 obras de realizadores lusos.

Intitulada de ‘Retrospectiva Portuguesa’, esta secção foi organizada pelo certame em conjunto com a associação Viver a Ciência (VAC) e poderá constituir-se como um “óptimo impulso para a produção cinematográfica nacional nesta área”, explicou Sílvio Mendes, responsável desta associação, ao portal Ciência Hoje.

De acordo com o mesmo responsável, a secção ‘Retrospectiva Portuguesa’ “prima pela heterogeneidade”, apresentando obras com “estilos e personalidades muito distintos”, visto que passam por áreas tão díspares como a biologia, o ambiente, a antropologia, a etnografia e até a tecnologia.

E Sílvio Mendes não descarta a possibilidade da VAC organizar um evento, em Portugal, para exibir todos os filmes portugueses de ciência, depois da presença neste certame e da projecção, em Setembro passado, na «Noite Europeia dos Investigadores», na Reitoria da Universidade do Porto.

Fique a par dos filmes que serão exibidos, a partir de hoje, na IV Mostra de Ciência e Cinema da Corunha:

“COMO AS SERRAS CRESCEM”

Maria João Soares, 2010; 28 min

Exibição: Segunda-feira, 24 de Outubro, 18h. (Fundación Rodríguez Iglesias)

“PARE, ESCUTE, OLHE”

Jorge Pelícano, 2009, 100 min.

Exibição: Terça-feira, 25 de Outubro, 19h25 (Fundación Rodríguez Iglesias)

“MILHO”

José Barahona, 2007, 54 min.

Exibição: Quarta-feira, 26 de Outubro, 19h (Fundación Rodríguez Iglesias)

“ANGST”

Graça Castanheira, 2010, 53 min.

Exibição: Quarta-feira, 26 de Outubro, 21h (Fundación Rodríguez Iglesias)

“REMEMORAÇÕES”

José Coimbra & Tiago Guimarães, 2007, 50 min.

Exibição: Quarta-feira, 26 de Outubro, 22h (Fundación Rodríguez Iglesias)

“AS HORAS DO DOURO”

António Barreto & Joana Pontes, 2010, 100 min.

Exibição: Quinta-feira, 27 de Outubro, 20h25 (Fundación Rodríguez Iglesias)

“ENCONTROS”

Pierre-Marie Goulet, 2006, 105 minutes.

Exibição: Quinta-feira, 27 de Outubro, 18h00 (CGAI)

“O TERCEIRO OLHAR”

Colectivo Olhares Nómadas, 2011, 23 min.

Exibição: Sexta-feira, 27 de Outubro, 18h00 (Fundación Rodríguez Iglesias)

“A FLOR, A FORMIGA E A BORBOLETA AMEAÇADA”

Bruno Cabral, Ivânia West & Patrícia Garcia-Pereira, 2008, 25 min.

Exibição: Sexta-feira, 27 de Outubro, 20h30 (Fundación Rodríguez Iglesias)

“PORTUGAL, UM RETRATO AMBIENTAL”

Francisco Manso, 2004, 52 min.

Exibição: Sexta-feira, 27 de Outubro, 21h00 (Fundación Rodríguez Iglesias)

 

Quer passar a receber os artigos da Ave Rara no seu e-mail? É simples, inscreva-se na newsletter, no lado direito desta página.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: